segunda-feira, setembro 24, 2007

Se Todos Fossem Como Você

"Teu maior defeito talvez seja a perfeição" Engenheiros do Hawaii

E eis que ele faz anos, mais uma vez. Graças a Deus. Ao que parece, seu amadurecimento natural, com o passar do tempo, está fazendo com que ele regrida e torne-se criança novamente.
Às vezes rabugento, ás vezes um brincalhão. Mas o que ninguém pode tirar dele é a bondade de coração. Aposentou-se uma vez, mas voltou a trabalhar. Aposentaram com ele mais uma vez, e ai, ele teve que sossegar. Já era tempo. Sua família queria um pouco dele também.
Curte a boemia, mas ao contrário de muitos, gosta de apreciá-la durante o dia; acompanhado de uma cervejinha, claro. Tenta preservar um pouco de sua saúde fazendo caminhadas diárias.
Já foi boleiro nas antigas, porém hoje, prefere só assistir aos jogos televisionados; muitos deles, inclusive, são interrompidos por cochilos esporádicos.
Curte sua própria rotina, cultivada com muito esforço. É muito conhecido e usuário de ditados e gírias mais que características:

  • "Só por Deus";
  • "Eu sou eu e jacaré é um bicho";
  • "Dinheiro tá igual perna de cobra: ninguém vê!"
  • "Ow bundão!";
  • "Ow bola murcha";
  • "Muita hora nesta calma";
  • "Bicho".
Ele é mais que lindo, e sem dúvida nenhuma, o homem da minha vida. "O mundo é bom Sebastião..." e seria muito melhor se todos que o habitam fossem iguais a você.
Parabéns, e felicidades sempre.




Filhinha do papai ouvindo: O Mundo É Bom Sebastião - Nando Reis


*** Lar é onde o meu coração está!!! ***

Um comentário:

Andre disse...

Linda homenagem ao papai. Beijos querida.