sábado, julho 28, 2007

Dia do Amigo

"Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz. Às quatro horas, então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade! Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar o coração... " O Pequeno Príncipe

Semana passada, dia 20, foi dia do amigo. Não querendo ser chata, todo mundo sabe que para amigos de verdade não há dia. Qualquer dia e qualquer hora (qualquer hora mesmo) é momento pra celebrar ter encontrado aquela família que podemos escolher; ou aquela pessoa que é você mesmo, só que no corpo de outra pessoa, ou aquele que é tão diferente de você e tanto irrita que se torna essencial.

Minha mãe me perguntou sobre o significado da amizade hoje. Eu tentei dizer a ela que nada mudou, amizade é a mesma em qualquer época. Mas não poderia ser hipócrita. Se o ser humano muda constantemente, a amizade também, e a maneira de vivê-la acompanha a mudança. Cada um leva o amigo do seu jeito, cada relacionamento é diferente, mas o que não dá pra excluir é que amigo de verdade está junto em todos os momentos, em corpo presente ou não; e mostra sua fidelidade e dedicação até mesmo quando você cai e ele ri.

Alma-gêmea, irmão camarada...



Você é meu amigo de fé, meu irmão, camaradaaaa..." e isso é tão brega, e ele acharia tão clichê, que é por isso que eu escrevo. Nós temos tanto em comum, e ao mesmo tempo, somos tão diferentes. Ele não bebe, não fuma. Eu bebo, e viro à noite em claro. Ele é teimoso, mas não gosta de discussões. Eu só persisto quando tenho certeza, mas uso argumentos e até pago pra entrar numa discussão. Ele é a própria matemática, eu adoro português. Ele é a razão, eu a emoção. De tão opostos, viveríamos em planetas anos luz de distância, se assim fosse possível. Mas como Deus é muito bom, nos colocou no mesmo mundo, para evoluirmos juntos e chocarmos os mais comuns. Não ligamos para o antiquado, mas por incrível que pareça, ele é tradicional. Não gosta de mulher chata, gosta de quem sabe dialogar e é ponta firme, pra casar o garoto. Ama a matemática, e provavelmente, a mesma já não consegue mais viver sem ele. Aos 29, já é doutor na arte que tanto aprecia: já não conseguimos separá-los, onde um termina e o outro começa? Se o conhecer, experimente um dia dizer o quão desnecessário é o estudo dos números na vida. Na menor das escalas, verá os olhos do indivíduo avermelharem e uma frase categórica virá em seguida: então você não está vivo, porque a matemática está em você antes mesmo de você nascer (ou coisa do tipo). Entre corridas de cavalinho no meio da rua, montinhos e palmas altas dentro da igreja, este malandrinho prodígio, de nome Márcio, ultrapassou os limites, e se tornou minha alma gêmea no quesito ombro pra chorar, ou melhor, pra rir. Isso está longe de ser um testemunho, mas pode ser um atestado: a partir de sempre digo, Amo Mesmo, e grito pra quem não conseguir quiser ouvir.

Em tempo...

Uma das coisas que mais amo no ser passa-mal citado acima é a sua linguística e carinho ao se referir ou traçar um diálogo, pessoal ou verbalmente. Os scraps de orkut, conversas durante as aulas da academia, bate-papo na band ou históricos de msn podem e deveriam ser registrados, e abertos num futuro distante, para um estudo mais aprofundado. Breve, um diálogo exclusivo. Aguardem.

Matematicando ao som de: Aluba - Crustee Crew
Olha o Máááááá!!!

*** Lar é onde o meu coração está! ***

4 comentários:

Marcio disse...

Vote, Bebê, fiquei emocionado ao ver o que você pensa de mim...até Euclides deve ter visto suas paralelas se cruzarem....você sabe que eu também te amo....quanto às nossas discussões, elas fazem parte...delas depende o avanço da ciência....sei o quanto sou doido e complicado, ao mesmo tempo tão sério e tão simples e te agradeço por você me aceitar ainda assim....prometo melhorar nossas conversas no MSN e no orkut....um super man pra vc......olha o má...

Thaís Morrison, disse...

Não quero melhoras, se melhorar estraga... tem que piorar... rss

Lia disse...

Gênios falam pouco mas têm um brilho ao escreverem que nós, seres humanos comuns nao somos capazes de alcançar. Seu jeito de escrever me remeteu a um sentimento de admiração imensurável. Já que tudo que somos e temos é do PAI... que Ele continue lhe dando a graça dessa genialidade em escrever tão bem.
Deus abençoe!!!! Quero que saiba que és muito especial pra mim, viu!!!!

Thaís Morrison, disse...

Obrigada flor, e vc sabe que quem te admira sou eu, pela força que eu espero um dia ter... és especial pra mim também... e VIVA A FAVA... rsss